Série: 13 Reasons Why

Sei que posso estar bem atrasada com esse post, mas na verdade nem iria colocar no ar, já que choveram criticas a essa série (a maioria do tipo: “que perigo para o pessoal que sofre com depressão” ou ”isso é incentivo ao suicídio”) Por bem, achei legal mostrar o meu ponto de vista que foge um pouco dessa critica de massa que tenho visto por ai. Bom, para quem não conhece a série 13 Reasons Why conta a história de uma estudante que mata após uma série de acontecimentos,  protagonizados pelas pessoas a sua volta. Ela deixa uma caixa com fitas revelando os treze motivos que levaram ela a tirar a própria vida.

A questão do suicídio em si é forte, pesado, triste, mas acho que é importante para nós entendermos o contexto de sociedade e como vivemos nela que o mundo vai além do nosso umbigo.
Não consigo entender essa série como incentivo ao suicídio, é claro, que é mais um desses assuntos que incomoda, acredito que porque as vezes não depende só das pessoas que estão sofrendo ou passando por uma situação complicada, e sim da gente fazer alguma coisa. E como gostamos de manter os braços cruzados e reclamar da vida não é mesmo?
As pessoas a sua volta são outras pessoas e quando você se relaciona, não é só seu ponto de vista, seu bem estar, sua vida que vale, se existe mais de uma pessoa, é uma equipe. E todo mundo precisa estar de acordo. Acho que essa série é um alerta, um pedido para a gente olhar para o outro, mas de verdade, com amor, com respeito, sem pré julgamentos. Por isso não sinta dó, olhe a sua volta, ajude quem precisa, doe seu tempo. Não é necessariamente incentivo ao suicídio, mas sim, para gente abrir os olhos e enxergar mais além de nós.

7 motivos para assistir (e amar) Gilmore Girls.

Gilmore Girls é uma série leve e como uma premissa simples, parece que você não dá nada a ela, engano seu porque isso tudo se compensa com os diálogos ágeis, sagaz,  cheio de referencias, com uma pitada de comédia. Estamos a exatos 7 dias para a netflix lançar o revival e já estou preparando tudo aqui, para devorar. Depois de algumas overdoses das 7 temporadas, é hora compartilhar alguns motivos… se por acaso você não conhece essa série magnifica, para não perder mais tempo.

gilmoregirls_teaser-2

1 – Cultura Pop e Literatura. 

Tá ai uma série cheia de referências nos diálogos a cultura pop, seja filmes, músicas, livros. A Rory é a louca dos livros, você encontra aqui muita coisa interessante para aproveitar.

2 – Dialogo entre Lorelai e Rory. 

As conversas entre mãe e filha são um verdadeiro palco de como construir um diálogo inteligente, charmoso e engraçado. Não tem como não se identificar com elas.

3 Trilha Sonora.

Não é diferente em Gilmore Girls, a inspiração é certa com a opções de canções que embalam a história. A minha preferida é a abertura, não tem jeito, quando toca meu coração acelera.

4– Stars Hollow.

Como não amar Star Hollow, nenhum lugar no mundo é comparado a cidade onde Lorelai e Rory vivem, as situações e os personagens deixam a série ainda mais divertida. O local tem uma energia que você sente através da telinha (quero conhecer o cenário, ainda um dia.) Acho que não existe uma pessoa no mundo que não sonhou em viver lá. Aliás, encontrei esse video aqui da Luanda fazendo tour pela cidade maravilhosa. Vale a pena conferir.

gilmore_girls_lauren_graham_alexis_bledel_still

5 – Feminismo. #grwpower

O empoderamento feminino é claro. A série vive mostrando a força delas como se mantém unidas e não se diminuem por nada nem ninguém. Ta ai um assunto que é quase tabu, mas que souberam colocar muito bem e com uma leveza maravilhosa.

6 – Ensinamentos pra vida!

São situações simples, do dia a dia. Coisas que todo mundo passa, já passou ou vai passar, Gilmore Girls sabe direitinho como é a vida e te ajuda a passar por diversas situações.

7 – É um verdadeiro ESTILO DE VIDA.

Quem ai se viciou em cafeina e cultura pop e ainda por cima tem hábitos alimentares bem duvidosos? Lorelai formou minha vida com muito prazer e eu amei. (Acho que não só eu, né). Aqueles diálogos sagazes, situações absurdas, a gente ve dilemas e alegrias nas quais é muito fácil se identificar.

”Existe até uma explicação científica para esse sentimento: “as pessoas pensam que assistir TV é anti-social, mas na verdade é profundamente social. (…) Mundos fictícios nos permitem explorar nossas próprias identidades, nossos próprios entendimentos de nossas relações, nossos valores, o que achamos que é significativo na vida”, afirma a pesquisadora da Universidade de Fairfield Karen Dill-Shackleford, que investiga fandoms.”

Aposto que ninguém discorda e eu, como alguém que tem overdoses e tirucoticos, mesmo depois de anos com os personagens que habitam aquela cidade peculiar, posso dizer: Star Hollow é o lar ideal. Beijinhos.