Desafio 30 dias: Meditação (1 semana).

Medito desde outubro/novembro do ano passado, não me lembro ao certo. Tudo começou quando tinha saído de Curitiba na esperança que a vida mudasse e melhorasse em um passo de magica. Mas óbvio, quando você não se cuida, o mundo não cuida de você, então depois de muito ler, e ter algumas experiencias isoladas, implementei a meditação no meu dia, no começo era meditação guiada de 5 minutos. Eu sabia que a minha mente podia ser tagarela, mas como tinha pouco tempo para a coisa, ela não se manifestava, e eu estava focada em aprender a meditar.
Depois percebi que 5 minutos não me deixava relaxada e comecei a testar no dia-a-dia, meditações mais longas, somente com musica, sem musica e hoje menos de 30 minutos não funciona (e minha queridíssima mente está mais tagarela que nunca, mas estamos nos dando muito bem.)
Depois de algumas semanas longe da prática, o universo estava me implorando para eu voltar, então força na peruca e vou te contar como foi essa semana (que começou na sexta) porque não sigo calendário de todos. E vou compartilhar com vocês como foi essa volta:

Meditação-iStockfoto

1 dia – Minha mente/alma fez uma festa, coitada estava tentando falar comigo a tempos e eu não dava ouvidos. Juro juradinho que ”ouvi” ela dizer: – Raíssa, pelo amor de deus, ainda bem que você voltou, preciso de dizer tanta coisa. E a próxima meia hora a bicha tagarelou, nem tentei calar ela porque senti que a gente precisava se comunicar.

2 dia – Acordei com uma preguicinha, está frio e estava bem faceira de baixo das cobertas. Tentei meditar deitada, mas nos primeiros 30 segundos desisti e vi que não ia dar certo. Além de dormir, seria desconfortável. Então despertei e enfrentei a preguiça, faço meditação guiada de 30 minutos (menos para mim, hoje é muito pouco). Então coloquei o fone e segui as orientações. Hoje minha mente estava mais calminha, só agradeceu por ter dedicado meu tempo e lá fomos nós respirar profundamente…

3 dia – Confesso que não acordo empolgada para meditar, mas depois que acontece, meu dia parece muito melhor (ainda que não aconteça nada no meu dia.) Minha mente estava mais calma, consegui por algum tempo me concentrar na respiração, mais pro final ela conversou comigo e estamos começando a entrar em um acordo.

4 dia – Hoje estava frio e demorei um pouco pra acordar, tinha um compromisso pela manhã, então por 5 minutos pensei em pular a parte da meditação e partir pro banho, assim o dia começava logo… Mas venci a preguiça e acordei a tempo de meditar, com os dias passando está ficando mais fácil. Relaxo com mais facilidade, em alguns momentos minha mente se perdeu, mas voltou e o resultado foi relaxante.
ps: Acho que não comentei, mas sempre quando medito o meu dia fica mais leve.

5 dia – Estava frio também e hoje como não tinha compromisso de manhã, dei uma enrolada, mas nada ao ponto de desistir da prática meditativa (essa semana eu deveria ter voltado a correr, mas não tive coragem…muiiiiiiiiito frio!), de qualquer forma, meditei enrolada no cobertor, e por um breve momento estive em marte, viajando mesmo, mas consegui voltar a tempo de estar presente e o dia hoje foi gratificante: encontrei pessoas maravilhosas e a família está um amor.

6 dia – Acordei e ao invés de ir meditar em seguida, fiz algumas outras coisas e obviamente já estimulei minha mente. Foi bem dificil me concentrar, consegui terminar a meditação, mas não me senti tão relaxada assim, como normalmente acontece.

7 dia – Acordei e estimulei a mente antes da meditar (de novo). Hoje foi ainda um pouco mais intenso, porque tive algumas atividades que tinha que fazer e precisei adiar a meditação, confesso que como era feriado, acordei fora do horário… Na primeira tentativa não estava concentrada o suficiente e ”desisti”, fui descarregar um pouco esse estimulo todo. Na segunda tentativa foi interrompida nos primeiros 5 minutos (ainda bem que foi no começo). Na terceira tentativa, finalmente… Consegui me concentrar a finalizar, mas confesso que a concentração não foi das melhores, me mexi bastante, e se mexer compromete o foco. Então resultado: finalizei, mas não obtive o relaxamento/ clareza que gosto…

Conclusão e meta para próxima semana: meditar assim que acordar, assim o resultado se torna mais eficiente, eu me concentro melhor e a entrega é perfeita. 
Por consequência: acordar bem mais cedo, para não ter problemas de me embolar. (farei desafio de acordar as 5/6 da matina. Vamos ver como me sairei! E vocês, tem algum desafio para superar, loucos para colocar em prática? 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s