Sobre assumir a responsabilidade sua vida.

A meses, sempre que estou ouvido palestras ou workshops sobre energia, sempre ouço o que você precisa fazer para que o universo funcione a seu favor.
1- meditar
2- contato com a natureza
3- seu responsável pela sua própria vida.
E tem vários outros tá… Mas o fato é que faz algum tempo que não sou colocada a prova, primeiro foi a três semanas que tive que voltar a trabalhar como funcionária, mas estou levando da melhor forma que posso e preciso.

creativekipi
Mas quarta feira confesso que perdi as estribeiras (para vocês não ficarem curiosas vou compartilhar com vocês meu feito: tinha um compromisso as 10h da manhã e jurava que era as 11h, ou seja por uma hora e uma verificada a mais no papel arranjei um problema dois) Minha primeira reação foi susto, então colhi as informações para tentar resolver a situação toda, depois eu chorei, e como chorei, claro que nesse meio do caminho e na volta para casa eu alternava em culpar o universo e eu. Quando parei de chorar, chorei mais um pouco porque me perguntaram o que tinha acontecido e até voltar ao normal. Ontem não foi um dia legal, graças a deus a merda toda acabou por ai, mas foi um dia com uma energia confusa, então quando eu finalmente fui dormir eu apaguei e agradeci.
A vida é bem legal, mas quando você está consciente é mais fácil não se entregar ao choro e culpar deus e o mundo pela coisa toda, resolver e voltar mais rápido ao estado natural. Aceitei (e voltei a trabalhar nisso) que se alguma merda acontece e a gente perde a cabeça é porque não estamos tão conectado nem tão consciente assim, então daqui pra frente é trabalho pesado, meditação intensa e levar a prática todo conhecimento que tiver acesso, porque a vida é mais bonita se você souber colorir né! E que da próxima vez eu não perca as estribeiras no meio da rua.

Se a gente não sonhar a vida não tem graça…

“Nossa, você não desiste desse seu sonho né!”, foi a frase que ouvi hoje a tarde e que impregnou na minha mente, porque para mim é muito natural. Como disse por aqui a alguns post atrás, dei um (ou vários) passou para trás, mas nunca deixei (nem deixarei) de acreditar… em mim e na vida!

0d802b098b5917f383d5cce4272b9314foto

Os sonhos estão ai para que a gente evolua, para que a gente conquiste, vibre, para que as coisas ruins sejam superadas, para que a vida seja leve e incrível. Então se não é natural para você, primeiro permita que você se sinta no direito de imaginar uma vida bacana, dos sonhos mesmo! Começa imaginando “se você pudesse” depois evolua para “eu posso”. É um processo que pode demorar mais de duas frases.
Se eu tivesse uma missão na vida seria fazer todo mundo acreditar que pode, que deve e que realize! Que sonhe… Porque para mim não existe nada mais bonito que gente sonhadora. E quanto a mim, a vida não me abala a ponto de deixar de ser a coisa que mais sou: Sonhadora!

E quanto a você? Acredite que o mundo é muito mais especial porque você existe, porque você acredita e principalmente porque você sonha! 

5 coisas que estou amando.

No meu favoritos tem tanta coisa legal que salvo ou para ler depois porque o titulo me chamou atenção, ou porque gostei e quero ver de novo. Acho que é super justo (além de voltar a postar por aqui) compartilhar aquelas coisas maneiras que o mundo deveria ver, eu verdadeiramente amo. (Farei minha parte – pelo menos tentarei.)

05bcccc86bae2b8b9fad675c15fd9a20
foto

1- Encontrei é uma linha do tempo da decoração. Vale super a pena ver como as coisas mudaram, evoluíram e voltaram. O ciclo da vida é um máximo né?

2- Conheci o Gui quando fiquei desempregada e precisava recomeçar (e começar espiritualmente falando) ele foi meu salva-vidas e continua sendo. Se você acredita nesse mundão de meu deus e toda magia que vem junto, vai lá conhecer ele que tem muita coisa legal e muito aprendizado.

3- Eu medito, embora precise melhorar na prática e ainda tenha muito a evoluir, consegui incrementar na minha rotina (ainda que falhe de vez em quando) mas ser grata para mim não é tão natural – estou trabalhando e melhorando nisso -, então sempre quando vejo algo sobre o assunto meu olhos saltam. Vi esse texto e acho que todo aprendizado é valido.

4- Vi um texto do Anderson sobre autonomia e responsabilidade. Eu poderia falar horas sobre isso também. Achei foda.

5- Duvido o dó que você não conheça o blog e as irmãs do Tudo Orna, mas caso esse seja seu caso (isolado) comece conhecendo o manifesto  que é simplesmente inspirador.

Gostou? Tem alguma coisa que mexeu com seu coração e você quer que o mundão (e eu) saiba também? Compartilha com a gente…

Um passo pra trás…

Se você me conhece (e não precisa frequentar a minha casa para saber disso) sabe que meu sonho de carreira é que não importa o perrengue que seja, quero e preciso ser dona do meu tempo mas dei um passo para trás e agora seis horas do meu dia tem outro dono. Preciso de grana (a coisa apertou amiguinho!)
Depois de trabalhar em alguns escritórios, jurei de pé junto que não iria vender meu tempo nem minha alma, para conseguir uns trocados. Jurei juradinho e quando me vi em uma situação que precisava vender algumas horas do meu dia para alguém, tive crise, muito choro e muita reflexão para eu colocar na minha cabeça que tudo bem dar um passo para trás e começar de novo, e de novo, e de novo (ainda que já tenha os 30 anos).

Escrevernosfoto

Já falei por aqui, não adianta a gente brigar com nosso presente, se a coisa está boa ou está uma merda… Você está onde deveria estar. (Lembrando que se estiver ruim, você pode mudar) Por isso meditação e gratidão tem feito meu momento presente mais leve e feliz. Não importa quantos passos pra trás você tenha que dar, tire sempre o melhor e seja grata pelas coisas que já estão dando certo na sua vida (tipo você acordar e enxergar, conseguir andar, tomar banho) ainda que sejam coisas simples, seja grato e viva leve. As coisas começam a fluir.
E quanto aos meus sonhos? Me dedico a eles 6 horas a menos por dia, mais mesmo assim a minha alma é deles, por isso me mantenho feliz (pelo menos tento), leve e consciente.

E vocês, já tiveram que recuar e planejar novamente para realizar? Como vocês reagiram? Foi um bom processo?

 

Desafio 30 dias: Meditação (4 semana).

Estou liberando o último post do meu primeiro desafio, um pouco antes de sexta esse post, primeiro porque semana passada não postei e segundo porque o desafio chegou ao fim… (porém continuarei no esforço de manter na minha vida.

Sem título22foto

21 dia: Hoje pensei que faltam apenas 9 dias para acabar o desafio, mas a verdade é que vou continuar (esse desafio é pra me forçar a voltar com esse hábito), existem estudos que dizem que sempre quando você falha um dia, tem que começar a recontagem. Então isso nunca vai parar. Mas seremos práticas: Estou feliz, que acordei cedo e consegui me concentrar, com tempo e o resultado: Aquele que eu gosto, até agora o dia está indo bem. (ainda que tudo não tenha ocorrido do jeito que eu quis, eu tive que fazer algumas adaptações) meu humor  está bem e o dia fluindo tranquilo.

22 /23 dia: Como esse foi um final de semana de pré aniversário, foi bem corrido, então vacilei e nada aconteceu. Mas como foi festa direto, foram bons dias.

24 dia: Foi o dia do meu aniversario e de novo, bem na reta final… Não meditei.

25 dia: Finalmente hoje me esforcei, tomei vergonha na cara e meditei. Foi bom, confesso que entrei na crise dos trinta, quando o relógio virou e ai está um avalanche de sentimentos e confusão (com vocês como foi a crise dos 30? Veio antes ou depois? Ou não veio?) Então, acordei mais cedo e não conseguia dormir. Aproveitei que tinha tempo sobrando e ao invés de voltar a dormir, fui meditar. Me entreguei e de novo, esses dias sem dedicar um tempo a isso, fez efeito, estava precisando. Encarei o dia muito melhor, principalmente porque minha cabeça está a mil.

26 dia:  Meditei. Acordei e meditei, mas estava com pressa e não me entreguei muito. Meu dia foi normal, mas ainda assim: Não senti diferença por conta da meditação.

27 dia: Não meditei. Foi domingo, e eu simplesmente essa semana resolvi chutar o balde (ainda que inconscientemente)

28 dia: Meditei, e foi bom, acho que quando saio do eixo e medito esporadicamente, meu corpo implora. Consegui o meu estado de concentração perfeito.

29 dia: Meditei, mas confesso que não vi muita diferença. Estava cansada, já tinha feito algumas coisas. Apenas fui marcar ponto, sabe? Não foi produtivo, nem a prática nem o dia.

30 dia: Esta fazendo muito frio aqui em Curitiba, então sair da cama, foi muito dificil, queria mesmo é me agarrar aos cobertores e esquecer o mundo. Meditei depois de estimular a mente, ai já viu, o dia nada produtivo, fiquei bem introspectiva. E a meditação foi meio porre, não estava com paciência, tentei ficar presente, mas não consegui.

Finalmente o desafio de 30 dias foi concluído. Óbvio (principalmente essa ultima semana) que não tive sucesso 100%, mas foi importante para perceber o quão diferente meu dia e minha vida fica quando eu levo a sério a meditação, por isso continuarei tentando e me esforçando para que isso torne um hábito, e sugiro que você experimente essa prática, comece com 5 minutinhos no dia. Sério, a meses atrás quando comecei e até hoje sinto enorme diferença em tudo quando levo a sério. 

DIZEM que sou mal educada. (mas nem me conhecem)

Dizem que sou mal educada, mas se você sentar comigo e me fizer 3 perguntas já estou contando a minha vida inteira para você (e sou curitibana) não sei se existe mas algum lugar no país que divide o pedestal de povo mal educado, mas sempre ouço esse mini discurso chato de que curitibano é mal educado. E eu – normalmente – não sou, assim como uma grande parte das pessoas que conheço.

Sem título
foto

Quando casei e mudei de cidade, ouvi isso. E fui para uma cidade onde diziam que todo mundo era aberto, mentira descabida. Faz uma semana que terminei um curso (que durou duas semanas) e não me lembro se foi no primeiro ou no segundo dia que esse discurso apareceu na mesa. Travei. Ainda mais quando descobri que era a unica Curitibana de uma turma de 15 pessoas. Pronto, não sabia se abria aquele discurso de que você está muito enganado, existem pessoas legais e chatas em qualquer lugar do mundo, esse é mais um daqueles bordões que a sociedade implanta com base em algum caso mal sucedido ou ficava quieta. Optei pela segunda opção.
Não importa quem você seja nesse mundo, as pessoas sempre vão dar um jeito de te colocar em um patamar em que você não pertence e você pode simplesmente recusar aquele convite e a pessoa da sua vida, se você não for bem vindo em algum lugar (ou na vida de alguém) simplesmente siga em frente, mas nunca, nunca nessa vida duvide de você porque alguém te colocou em uma caixinha de rótulos. Não precisa gritar pro mundo, mas tenha isso muito certo no seu coração. E no meu caso, amo pessoas papear.